terça-feira, 22 de novembro de 2011

Gus Van Sant. Again.

Personagens esquisitões e locações estranhas - dois "musts" nos filmes de Gus Van Sant. Neste "Inquietos", "Restless" no original, Van Sant conta a história de um garoto que não quer saber de nada na vida, largou a escola e vive com uma tia após um acidente que vitimou seus pais. O lance de Enoch (Henry Hopper) é penetrar e acompanhar velórios e, num deles, conhece a também maluquinha Annabel (Mia Wasikowska), uma paciente terminal de câncer. Pra fechar o triângulo, os dois convivem com o fantasma de um piloto kamikaze da 2ª guerra - Hiroshi (Ryo Kase).
Conversa vai, conversa vem e acabam virando namorados. Enoch fica muito próximo de Annabel e questiona mais do que ela seu tratamento médico. Assim o filme conquista o espectador, sem pieguices ou derramamento de lágrimas. Com tudo muito bonitinho, simpático e generoso com o público, "Inquietos" não precisa de mais de 91 minutos de projeção para encantar o espectador com sua história de amor.
O filme é dedicado ao genial Dennis Hopper, pai do jovem Henry, estreante no cinema.